Triunfo


Tão próxima a lágrima está da chuva.

Tão próximo o aroma está da flor.

Tão próximo o bálsamo está da cura

Tão próxima a solidão está da dor.

Tão próxima a lua está da noite.

Tão próximo o doce está do mel.

Tão próxima a uva está do vinho.

Tão próxima a tristeza está do fel.

Tão próximo o pólen está da planta.

Tão próxima a semente está do fruto.

Tão próximo o amor está da morte.

Tão próximo o polido está do bruto.

Tão próxima a luz está do breu.

Tão próximo de si está o adeus.

Tão próximos de Deus estão os elos

dos que foram feitos um para o outro.

São centelhas dançantes de um fogo

que os transcende, bruxuleante, compondo

mais do que um laço, uma teia de fios de ouro.

São como uma arca que salva os pares do dilúvio

para um mundo regenerado, um mundo novo.

No caminho chamado vida ou destino,

o amor é o triunfo sobre a morte,

é um segundo de um bem-vindo infinito

é o infinito de um efêmero adeus.

36 visualizações1 comentário
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram