Exortação



Não construas o teu sepulcro com ruínas. Não legues tesouros inferiores ao amor, nem danifiques o monumento de outrem à vida.


Escreve nas pedras os teus atos com as tintas da justiça. Não confies na extensão dos anos para apagar os teus pecados: toda a tua vida, por ti esquecida, não dura mais do que um segundo à aguda visão da Justiça.


Não seja a tua sorte uma ode à impiedade, nem teus atos monumentos ao farisaísmo, pois desconheces em que almas repousa a fragilidade, e a espessura do fio que aparta a vida do suicídio.


Não sejas tu o cego ego bem-intencionado que, certo de ajudar o desafortunado, célere, precipita-o ao abismo. Não sejas tu aquele que diz "alce vôo" ao miserável que ainda precisa de muletas.


Sê digno da augusta bomba em teu peito, humilde em aceitar que não lhe podes conceder auxílio. E, então, ampara-o, com o singelo ato de um abraço e o doce e nutritivo alimento do teu sacrifício.


Sê a réstia de beleza no que é humano: apenas uma outra alma triste e solitária. E encontres n'outra alma o teu oceano, no qual mergulhas para tornar-te aurora solidária.


Transcende os vícios, matrizes de embotamento, e o incremento das paixões pelas futilidades. Transforma o redundante em algo que germina, e deixa os venenos apenas na saudade.


Aprende que todo degrau vencido é apenas antessala da compaixão neonata e sua mão estendida, para que a escada, há muito, perdida de vista, não se converta no cadafalso de tua tirania.


Não construas o teu sepulcro com ruínas de outros sepulcros, por tua vileza, pilhados. Não sejas tão arrogante para tornar-te escravo da inveja e de outras quinquilharias.


Não construas o teu sepulcro com ruínas da beleza dos que, por ti, foram humilhados. Se o teu castelo foi feito com o tesouro de outrem,

saibas, para teu flagelo, que todo o ouro

tem por Guardião-Juiz o Verdadeiro Ouro, garantindo que, sobre toda a cabeça que não sustenta a virtude e o peso da coroa, repouse a calma e fria lâmina de sua própria guilhotina.


4 visualizações1 comentário
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram