Depois da Flecha


Não é preciso uma única faísca para acender os holofotes lá no céu, fazer queimar todos os fogos de artifício: um simulacro de aurora como um véu.

Não é preciso recolher conchas e ostras para criar ou simular um oceano, fazer da água mágica ou engano, retirar o sal, doce afogando-se no rio que margeia os lábios.

É certo saltar deste navio sem salva-vidas? E que vida eu teria se não me afogasse?

Se afogada eu já estive em areia fina, de secura ressequida, antes que a flecha me trespassasse.

E como cortam-me o peito enregelado os simulacros de facas, de areia, assim moldados! E como aliviam-me as dores adormecidas os coletes salva-vidas esquecidos e abandonados!

Dos panos caídos que adornam o corpo, brotam convites ao mar deleitoso: que me cure em seu manto, de desejo, ornado!

*******

#flecha #Eros #faísca #lábios #céu #salto #amor #mergulho #solidão #tristeza #felicidade #êxtase #poesia #DeiseZandonáFlores

1 visualização
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram