Película


Erros e faltas impressos na tela... Pecados esquecidos no fundo da cratera... Meu peito é uma caverna onde dançam os lascivos. Musas sossegam corações angustiados, por sonhos de futuro enterrados no passado. Alívio no pescoço... ... em meio a destroços contra um fundo escuro. Bato em retirada (!) de um lugar de flores mortas, para ver ervas daninhas, em duas patas, a andar de costas tortas. Uma risada ao constatar que as flores habitavam apenas os meus olhos. Às vezes, no ócio, ainda aposto em semear belezas em terras áridas. Faço óleos, sopros e unguentos... Unjo velas, acendo incensos... Vôo na vassoura como tantas outras. Falo com as plantas... Uso a voz, os lençóis, a cama... Planto, em minhas noites, os sóis dos sorrisos de quem amo. Planto, em mim inícios, intercursos... Teço, aos soluços, novos desfechos, onde muitos sins substituem meus solitários mins por aquecidos nós. Os sinos me chamam... Os hinos me amam... E, por nós, eu amo... ... e chamo por mais dos meus desatinos. Em meus erros e faltas impressos na telas, muitos filmes engendraram muitos filhos. E, como a Mãe-Terra - queira também ela- que eu nunca cesse de gerar... ... como ela, faminta cadela, nunca esquece de me devorar. Devora meus filhos, que mais os produzo! Enquanto aqueles sorrisos me fertilizam, eu gesto desatinos, tecendo meu destino, dentro dos limites das telas, em que meu filme é permitido rodar.

***** Ilustração: Arilton Flores

#filme #sorriso #fertilizar #filhos #poema #poesia #DeiseZandonáFlores #película #vida

1 visualização
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram