Ósculo do Tempo


Apressados, correm os ponteiros, do que pode ser amigo ou inimigo, nunca ignorado. Que o Tempo me perdoe, não mais tardo a navegar. Miro o Eterno, no êxtase que suspende o Irmão. Nas mãos, a mão do pequeno a quem coroo: entrono o Ponto de Suspensão. O Irmão leva de mim o meu tesouro. Não quero ouro, talvez uma armadura em bronze, o perfume dos bosques, o ósculo dos devotos que como eu curvam-se e se prostram diante do Instante - Aquele que torna vizinho o outrora distante, o amor. Construí ponte que não atravessei. Mergulhei atrás dos peixes e das conchas. Deixei que procurassem a minha sombra na ponte virgem desconhecida. Que me procurem como loucos piratas procurando tesouros! Eu convidei o Tempo para jantar. Ofereci-Lhe uma xícara de chá. Perguntei-Lhe se me teria saudades, se Lhe pedisse para esperar por meu abraço. Subornei-o, negociei com... Aprendi a correr. Quis correr ao lado do menino. Disse-me, em tom grave e sereno: "Agarra-te a mim. Sou o tudo e o instante, e o menino é apenas uma de minhas faces. Não te tenho saudades porque não te abandono. Não te levo tesouros... Legítimos tesouros são perecíveis e, no perecível, está o ouro. O resto é o resto: ficção ou nexo e algum ouro de tolo. Do eterno, eu sou o que aí está: satisfeito com a xícara de chá. Abandona tu os ponteiros - ficções pobres de ti e de mim. Sou o que dá o descanso no apogeu da dor e o abraço no fim do desejo. Sou o Tempo, o mesmo que a Morte, os pés do menino atrás de quem tu corres, o peito no leito sobre o qual tu dormes, o Eterno provado no beijo do Amor. Não há coisa de mim que já não conheças. Que mais podes ter-me que já não me tens? Não percebes que me tens? Fecha os olhos e encontra-me. Abraça-O, beija-O e sê senhora de mim. E, se acaso te vês minha refém, ama e encontra as chaves destas grades: estes ponteiros medíocres que insistes em pensar que sou eu."

****** Deise Zandoná Flores Ilustração: Arilton Flores

#ósculo #tempo #relógio #descanso #morte #instante #Chronos #Kairós #tesouro #ponte #amor #abraço

1 visualização
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram