27a.ed. Boletim do CCC


Eis a 27a. ed. do Boletim do CCC:

BOLETIM METEOROLÓGICO DO CCC (CENTRO DE CONTROLE DO CLIMA): 18-07-2017

O tempo traíra virou a casaca! Na última semana, foi esquentando até fazer canja de homo sapiens no domingo. O povo passou o sábado inteiro no congestionamento sentido litoral, visando aproveitar 2 hs de praia no domingo de manhã, antes de se embrenhar no congestionamento da volta. Na segunda-feira, conhecida como ontem, garnisés e codornas viraram picolé.

DE VOLTA AO CCC:

NOTÍCIAS 'DE 0 A 100 EM 2 SEGUNDOS':

A casaca reversível deve-se às turbulências causadas pelo 'angu de caroço' envolvendo Lucas Barbudo Trovão. Esquecido nas últimas semanas, Trovão aproveitava para dar um trato na barba e relaxar em um ofurô na casa de um amigo. No entanto, lá se foi o 'relax', quando foi chamado pelo Juiz Rapidus.

O Juiz analisou rapidamente as acusações, que pesavam contra Trovão, e concluiu que "o negócio pegou preço". Condenou o líder do SindiTROVÃO a uma pena tão leve, que nem chega aos pés da pena de pavão merecida por "se pavonear tanto".

NOTÍCIAS DE PIT STOP:

Trovão, a princípio, foi acusado pelo desvio do dinheiro oriundo dos descontos de 50% de bolsas e salários dos colaboradores, que deveria ser destinado ao Fundo de Auxílio a Possíveis Direitos Futuros (o FAPODIFU, conhecido como JAPODSIFU).

Parte da verba custeou o "Congresso Povinho para o Futuro: Educação, Cultura, Direitos, Melhorias e Outras Bobagens", realizado em Resort em praia do Recife.

Aos desmemoriados, o Congresso consistiu em uma série de palestras, em que intelectuais burocratas do alto escalão do CCC buscavam conhecer um pouco sobre "quem é o ralé da instituição" e discutir direitos e melhorias nas suas condições de trabalho.

Após as denúncias de Jerônimo Dedo Duro, reclamando o não recebimento da propina de costume, o Investigador Roumes descobriu "O ESQUEMA" de superfaturamento dos gastos com a alimentação dos congressistas.

A verba ia para a Barraquinha Esperança, de Joaquim Mano, irmão do sindicalista, que cobrava R$ 850,00 a porção pequena de fígado acebolado com jiló, única refeição servida durante o evento. A verba também custeou a compra de filmes de 35mm nunca usados na produção do longuíssima metragem SANITARIUS.

Depois de ouvir Dedo Duro e Joaquim Mano, Trovão foi chamado a prestar esclarecimentos. Disse não conhecer seu irmão, não saber o que é superfaturamento, nem desvio, porque "sempre anda em linha reta". Disse ainda:

"Nunca comi fígado. Nem eu mesmo possuo um fígado. Sou homem de origem humilde, e não tenho uma única célula no meu corpo, muito menos um órgão inteiro."

Seu depoimento foi tão emocionado e inflamado que lembrou novela mexicana.

NOTÍCIAS DE CAMARIM:

Foi um panelão de angu! Rapidus descobriu que, antes de Tremendo Pulha, Lucas Barbudo Trovão foi chefe do FINANCEIRO, concedeu e deixou diretrizes para a liberação de empréstimos do FNDES (FUNDO NEBULOSO DESTINADO A EMPREENDIMENTOS SUTIS) para investimentos escusos e inclusos.

Um dos empréstimos foi destinado a João Mano, outro irmão do sindicalista, para a compra consignada de 200 kg do MILHO NÃO ESTRALA, da empresa MILHO AVENTADO LTDA, ao preço de R$ 1500,00 o quilo, para a produção da pipoca vendida durante as sessões obrigatórias de SANITARIUS. Os acertos desses empréstimos foram todos registrados nos vídeos de Falah Souta, amigo íntimo de Pulha e Trovão.

A defesa alegou que o sindicalista também não conhece João Mano, porque sua mãe tinha "conduta moral de natureza duvidosa", o que lhe deixou graves sequelas psicológicas. A defesa acrescentou que o julgamento "trazia tudo isso à tona e punha o seu estado de saúde em risco".

NOTÍCIAS CHUVOSAS:

Trovão foi acusado também pela chuva de Guias de Recolhimento das Taxas de direitos autorais sobre as "músicas da natureza": o som de Trovões, por exemplo. As guias caíram sobre as cabeças dos desavisados, com os valores das taxas por intensidade dos trovões de todos os que os ouviam.

Foi acusado também pela criação do Programa de Incentivo à Cidadania Amadora Meteorológica (o PICAME). O programa consistia em jogar raios próximos aos inadimplentes, nas localidades com os maiores índices de inadimplência. Os raios não feriram ninguém. Tratavam-se de "Sustos Incentivadores ao Exercício da Cidadania Meteorológica".

Na época, os sindicalistas comemoraram o programa:

"Vai ter Rolex para todo o mundo este ano!"

Questionada sobre o PICAME, a defesa de Lucas alegou que ele não sabe do que se trata e não conhece nenhuma outra liderança ou membro do Sindicato dos Trovoários. Além disso, "não sabe o que é Rolex e só dá rolé de jatinho".

Questionado sobre a propriedade do jato, Trovão disse não saber: "achei que os rolés eram gratuitos, que todo o sindicalista tinha direito a dar voltas de jatinho."

NOTÍCIAS 'CARTA NA MANGA':

Como Lucas Barbudo Trovão aparentava nada saber, o Juiz Rapidus chamou José Pocapika, marido de Shana Souta, conhecido nO ESQUEMA pelo codinome CHIFRÁSIO. Ele foi Tesoureiro do SindiTROVÃO e do filme SANITARIUS.

Chifrásio abriu o bico: "a pica é poka mas a língua é comprida". Informou que toda a verba era registrada em planilhas, que ficavam sob sua responsabilidade e que, "por ser um funcionário dedicado à missão, fazia duas horas extras diárias, trabalhando com o PROCURADOR PARA ASSUNTOS ABANDONADOS do CCC, o Sr. Encobri Direito, na maquiagem dos documentos".

Informou ainda que eles seguiam o método do especialista em Camuflagem de Caixa 15, o Sr. Cheirosier Semsentir Nadha. Sua doutrina prega que "o bom acobertamento é aquele que deixa tudo à vista, porque são os mistérios que atraem a atenção". Pocapika e Direito perfumavam e beijavam os documentos com batom vermelho para fazê-los parecerem cartas de amor.

Em sua defesa, Trovão disse que isso era uma "mentira descarada": "Não eram planilhas, eram realmente cartas de amor, de foro privado, tão valiosas que ficavam guardadas na tesouraria. Eram um tesouro para mim!" - afirmou.

Rapidus interviu na papagaiada, dizendo que isso é um julgamento, e não uma antiga propaganda do xampu Denorex: "parece mas não é".

DIVAGUE E DISPERSE:

A lavanderia do CCC está temporariamente fechada. Todos os lavadeiros saíram de férias e só retornarão em agosto.

NOTÍCIAS 'ESCONDE-ESCONDE':

O chabu é que os fundos do FAPODIFU e do FINANCEIRO sumiram! Na mesma época, Trovão foi filmado, em férias, em um prédio de 9 andares, com 9 apartamentos e 9 elevadores, de valor aproximado ao que deveria estar no Fundo, deduzidas algumas mochilas circulantes, gastos com fígado, filmes e milho de pipoca.

Seus advogados disseram que isso é uma "BAITA COINCIDÊNCIA": "Os apartamentos são de propriedade de 9 amigos íntimos, dentre eles, Falah Souta e Tremendo Pulha" - afirmaram.

NOTÍCIAS REAPARECIDAS:

Vilma NãoEncherguey, do SETOR DE DISCURSOS ELOQUENTES do CCC e proprietária da MILHO AVENTADO LTDA., surgiu como uma aparição, em pleno julgamento, e discursou em defesa de Trovão:

"Lucas Barbudo Trovão é um homem. E, como homem, é do sexo masculino. Não que todos sejam, mas ele é. Sendo homem e masculino, ele tem nome de homem. E tenho dito. Pois já falei. Assim, tenho dito. De vez. No mais, sem mas, cansei de falar sobre Pamonha."

Disse isso e deu às costas, tão fantasmagórica quanto chegou, sacudindo suas madeixas duras de laquê.

Logo a seguir, Roumes adentra a Casa da Mãe Joana, com seu porte heróico e viril, informando ter descoberto que Vilma NãoEncherguey foi guarda-costas de Trovão, enquanto ele chefiava o FINANCEIRO.

"Funcionários afirmam que ele costumava reclamar que ela ficava sempre colada e seu buço lhe pinicava o cangote." - afirmou.

Em vídeo nas redes sociais, Vilma pediu desculpas a Trovão. Em resposta, ele disse: "Nunca vi essa mulher na minha vida!"

NOTÍCIAS REFORMATÓRIAS:

Gisele Nary Ghuda, vice do vice-presidente do SindiTROVÃO, disse que Lucas é um homem honrado e generoso. "Eu lhe sou muito grata pela reforma completa no meu salão nasal, proporcionada com seu cartão corporativo."

Lucas se inflamou: "É uma conspiração! Eu nunca tive cartão! Ninguém pode provar sequer que eu sei o que é um nariz!"

NOTÍCIAS RESOLUTIVAS:

Analisando toda barafunda, o Juiz Rapidus decidiu pela condenação de Lucas Barbudo Trovão. No entanto, até o momento, ele não foi condenado por nenhuma das acusações acima, mas por DESCONHECER AS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS QUE OCUPOU E AS DO QUE HOJE OCUPA:

Nas palavras do juiz, "Trovão não conhece nada nem ninguém. Desconhece os direitos e deveres do cargo, os membros do sindicato, inclusive a própria estrutura do CCC. Não sabe onde fica o setor FINANCEIRO, mas recebeu por um cargo que ocupou indevidamente, sem qualquer habilitação e capacidade técnica. O mesmo acontece hoje na sua liderança do SindiTROVÃO. No entanto, ele usa do cargo para 'dar rolé' de jatinho, ficar no ofurô, pagar reformas narigais, etc."

No caso de Trovão, Rapidus também revogou a aplicação da PIE (POLÍTICA DE INCENTIVO AO ERRO), que poderia contestar o julgamento e ainda indenizar o réu por erro de conduta. Segundo a PIE, nenhum funcionário pode ser advertido ou mesmo comunicado de um erro.

Trovão foi SENTENCIADO a receber uma PENA DE FRANGO.

NOTÍCIAS CONTESTATÓRIAS:

O sindicalista disse não reconhecer a competência do juiz porque "ele é muito rapidinho". "O CCC é uma instituição antiga e imemorial. Suas regras não são regidas pelo tempo ordinário dos homens comuns. Eu sou um grande homem. Estou acima destas picuinhas. No CCC, os julgamentos devem transcorrer lentos, preferencialmente, iniciando 2 a 3 séculos após a morte do último descendente direto de um acusado." - declarou.

A defesa apaixonada por Trovão agora recorre da sentença, alegando que a pena é medíocre. Solicitam que Trovão receba a PENA DE UM PAVÃO, digna de sua personalidade e importância!

O líder sindicalista, então, disse não conhecer a própria defesa. Pediu a anulação do recurso e mais tempo para arrumar uma nova defesa.

NOTÍCIAS 'SENTENÇAS ECOLOGICAMENTE CORRETAS':

A Sociedade Protetora dos Animais (SPA) declarou, em nota, que "nem o frango, nem o pavão tem nada a ver com isso". E ameaçou ainda entrar com um pedido de anulação da sentença.

Rapidus comunicou que procura um novo bicho para arrancar um pena. Recebeu da SPA a sugestão de procurar um abutre: "não gostamos de abutres"- declarou.

NOTÍCIAS PROTESTATÓRIAS:

Uma grande Manifestação Pró-Abutre tomou as ruas da Vila Nova Mutum-Paraná, uma vila semi-abandonada, no interior de Rondônia.

Lucas, em nome de todos os abutres do país, declarou não saber o que é um abutre, e que ninguém tem provas para afirmar o contrário.

Nesse momento, o investigador Roumes, sexy e intrusivo, de posse de toda a sua imponência viril, teve um chilique, virou-se para Trovão e vociferou, com sua voz máscula e melodiosa:

"AH, CALA A BOCA, DEMÔNIO!!!"

PREVISÃO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS:

Dane-se o tempo! Esse boletim já tá muito comprido!

Saudações depenadas!

Deise Zandoná Flores

Meteorologista Aprendiz Trainée Júnior Premium Plus

Porta-voz do CCC (CENTRO DE CONTROLE DO CLIMA)

"CCC: sempre na Cumulus Nimbus mais próxima de você!"

Atualmente, sobrevoando CANASTRÃO, MG.

Página Boletins do CCC no Facebook

___

Fim da 27a. edição

#BoletimdoCCC #SindiTrovão #ResolvusMaximusRapidus #LucasBarbudoTrovão #FAPODIFU #JAPODSIFU #JerônimoDedoDuro #investigador #Roumes #JoaquimMano #SANITARIUS #FINANCEIRO #FNDES #MILHOAVENTADOLTDA #PICAME #ShanaSouta #JoséPocapika #Lavagemdedinheiro #corrupção #sátira #meteorologia

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

28a.ed. Boletim do CCC

Eis a 28a. ed. do Boletim do CCC BOLETIM METEOROLÓGICO DO CCC (CENTRO DE CONTROLE DO CLIMA): 26-07-2017, TERCEIRA FASE DA SEGUNDA-FEIRA. O tempo ensolarado fechou... as narinas! A moda agora é a rinit

ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram