Mistérios Poéticos


Segredos inteiros? Pela metade? Verdades... Ocultas? Desveladas? Mentiras? Meias-verdades? Do que falam os poemas? Do autor? De um personagem?... ... criado por ele ou pelo leitor? Decerto, por ambos? Qual é o sentido do poema? Qual é a razão do autor? Sem definitivas respostas... ... um pouco de tudo, muito de talvez nada... Pode ser que fale de tudo... ... o que seja permitido, ... da forma como é permitido, ao poeta, retirar verdades de dentro de si... Os leitores descobrem outros sentidos - não sendo, portanto, passivos- para além dos criados pelo poeta. Alguns pertencem aos próprios leitores que, não raro, garimpam pepitas de ouro: sentidos do poema... ... que estavam lá desde o começo, ... que passaram despercebidos e ainda assim são verdadeiros. Leitores criam um novo poeta. Criam, a partir da criatura, um novo criador. Eis o mistério de quando não é a criatura do poeta a sua própria parturiente! Seja qual for o segredo, seja qual for o nascimento, eis o mistério do criador e da criatura: seja do poema, seja do poeta, a parteira é sempre a sua leitura! Se um poema é um segredo, nem todo o segredo é voluntário. Sua incompletude, às vezes, decorre do fato de que todos nós temos pontos cegos. E tudo isso é tão incerto, tão improvável, quanto um suposto e desejado encontro, em um universo paralelo. Qual é a razão do poema? Quem o sabe? O poeta? Nem ao poeta, é dada a conhecer, as razões do seu poema. Seu? Às vezes, sabe de alguma verdade recôndita; às vezes, quisera ele que a soubesse! Mas a quem interessa a verdade do poeta, no meio de tantas verdades que pulsam nos corações dos leitores? Os poemas, por certo, crescem a cada leitura de cada ser que se debruça, a passar-lhes os olhos, tentando desvendar os seus (supostos?) mistérios. Às vezes, descobrem pepitas dos poetas; às vezes, grandes tesouros de si mesmos; às vezes, nada! É quando o poema falha. O que nunca falha é que, em todo o poema, oculto ou desnudo, está o poeta. Se não é o tema, é o silêncio; Se não é o silêncio, é a voz; Se não é a voz, é algo mais em nós. E assim, o poema nunca falha.

*****

#poema #poeta #segredos #metade #autor #respostas #leitor #leitura #sentidos #atividadepoética #leituraativa #criador #criatura #verdaes #mistérios

5 visualizações
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram