Censura


Vivemos uma época de CENSURA.

Só que não é uma CENSURA por parte do governo. Parte de pessoas que não admitem a controvérsia (a diferença de opinião).

A menor divergência logo se transforma em "ofensiva virulenta sistemática". A discordância vira ressentimento e, em qualquer postagem sobre qualquer outro assunto, a pessoa vai dar um jeito de cavar uma briga. "Basta respirar" para o estopim de uma ofensiva, mesmo que não haja qualquer relação com a querela anterior. As ofensivas sistemáticas não permitem que as coisas cheguem a um termo ou mesmo que baixe a poeira.

Frente à discordância, ao invés da conversa permanecer em base argumentativa ou mesmo ser abandonada em prol da manutenção de uma relação amistosa (visto que nem sempre as pessoas chegarão a um consenso), o que se vê são ataques de descrédito e desmoralização do interlocutor.

Não há diplomacia quando um dos lados espera retaliação e, não havendo, cava motivos para novos ataques. Não há diplomacia quando um dos lados quer guerra.

É por isso que falo de CENSURA: ofensivas sistemáticas de atacar alguém na sua reputação para tornar sua opinião desacreditada e assim fazer calar o outro, a não ser que ele "se dobre". Esta é a censura praticada na democracia.

Vemos muito essa retórica virulenta em campanhas políticas. No entanto, há 17 anos, avistei este comportamento sendo "ensinado" (ou ao menos alimentado), na academia.

A vaidade dos intelectuais se sobrepõe gradualmente à preocupação com a produção de conhecimento. Salvo louváveis exemplos (que ainda existem!), a situação é preocupante.

Estes louváveis exemplos são os mais atacados pelos outros. Em função de dedicarem seu tempo às suas pesquisas e aulas (e não a tentar sabotar os colegas), acabam apresentando qualidade de pesquisa superior.

Eles serão sistematicamente atacados, não no seu trabalho, do qual consegue se defender muito bem. Serão atacados na sua reputação, através de tentativas de esvaziamento de suas argumentos por meio dessas ofensivas de desmoralização pessoal.

Esses comportamentos tomam largas proporções na internet (e fora dela). É comum o boicote à fala do outro, seja através da humilhação ou em não deixá-lo "abrir a boca": dezenas de perguntas e críticas sem dar o mínimo tempo de resposta. Não preciso dizer que é má-fé.

A liberdade de expressão está em risco. Frente a esses ataques, vejo as alternativas da exclusão e do sarcasmo.

******

#censura #internet #retórica #ofensiva #esvaziamentodeargumentos #argumentos #desmoralização #boicotes #agressão #agressãovirtual

1 visualização
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram