Vidros Quebrados, Pés Lacerados


Eu estive quebrada, como uma velha garrafa de esperança derramada e jogada na calçada, em outra era. Sujeita a anos de intempéries, os meus cacos ferem os pés de transeuntes desavisados. Sempre haverá feridas causadas por cacos pontiagudos e sangue ácido a corroer os pés de caminhantes distraídos. A natureza me disse que é da minha natureza nutrir e corroer, edificar e corromper, de toda a construção sólida, as suas vigas e alicerces. Alicerces, para as águas, são cerceantes, são represas, contenção... Nem sempre a represa sustenta. Nem sempre a represa aguenta a força, o fluxo da corrente: a correnteza. Natureza, sem uma razão regente, rege a si mesma, autônoma e incoerente à consideração de mentes-garrafas vazias de líquidos-sentimentos, repletas de ventos-exageros de raciocínio: superinterpretação. Esperança derramada na calçada: dor, rancor, expoente de amor. E, no expoente do humor, a matemática feiticeira dita amplificações incalculáveis para as minhas emoções. Aos caducos, a corrosão vem degradar. Aos distraídos, os cacos nos pés vêm despertar. Faz, de ti, força-natureza para te dignares ao meu respeito em oferenda. A natureza não respeita o fraco e o omisso, varre os covardes da terra com enchentes de ira. Sobre a esperança derramada... Sobre a garrafa quebrada... Canta vitória! Comemora! E, no vagar das horas, terás esquecido os cacos ali caídos... ... tua memória traída pela crença vitoriosa, a taça erguida, então, caída das mãos... E o teu sangue jorra básico e adocicado, neutralizando meu sangue ácido e corrosivo, na calçada. Sangra e neutraliza! O sal, de nós, formado afetará o sítio de tua criatividade, como uma terra que foi arrasada. Doem teus pés, agora, e eu mal posso esperar para te ver rastejar. Eu poderia estraçalhar teus pés, mas eu prefiro ferida pouca. Eu prefiro te ver caído na calçada onde a garrafa de esperança derramada foi quebrada, em outra era, esquecida em tua memória. E o meu sangue ácido, em involuntário sacrifício, aguarda o deleite doce do rancor que o redima: ambos neutralizados.

**************

#vidro #esperança #garrafa #quebrada #cacos #sangue #corroer #natureza #força #construção #contenção #represa #correnteza #razão

1 visualização
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram