Nada de Pudores


Nada de pudores. Nada de regras. Nada de conceitos. Nada que substitua os olhos. Nada que atropele os beijos. Nada de preocupações, Nada de jeitos ou trejeitos esquisitos. O que é bonito ultrapassa o esquisito, silencia o pensamento, faz falar a sensação. Que beleza há maior do que os corpos unidos? E quem consegue achar qualquer coisa esquisita quando ama? Se é paixão, se é desejo, não há qualquer dúvida que sobrevive a um longo beijo. Que coisa é mais esquisita do que alguém que ama? Anda torta feito louca, anda loucamente torta com pupilas dilatadas, atitudes tresloucadas. Abre a boca e está rouca, mesmo sem ter dito nada. Anda tonta, esquecida, desastrada, distraída. Tem o foco concentrado e desconcertante, alma de viajante, viajando sem pressa no corpo do amante. Nada de roteiros. Nada de pudores. No quarto, só deleite, lágrimas e confissões. Amores e segredos que, de tão sagrados, soam inadequados fora dos lençóis e cobertores.

#amor #paixão #insegurança #esquisito #estranho

6 visualizações
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram