É contagioso


O sol se deita aqui na terra onde o verão não é tão intenso, onde o inverno é um tanto ameno. E, de uma brecha na restinga, eu posso ver o verde mar onde minha alma se desmancha e percorre toda costa até onde você está. Não se entristeça, meu menino, não há nada que valha teu olhar triste, não há nada que necessite teus suspiros. Estou aqui pra dizer que existe algo em você pelo qual eu viveria, que existe algo em você pelo qual eu morreria. E, se for pra morrer um dia, que seja em teus braços, em algum pôr do sol como este que eu vejo por aqui depois de se passarem muitas décadas para nossas almas de diluírem no mar verde. Nós somos feitos de infinito, e o infinito é aquilo que é intenso e não se quebra com os abalos sísmicos que nossa relação enfrenta. Vamos rachar nossas construções ainda muitas vezes Então vamos nos apoiar um no outro como agora. Existe algo em você pelo qual eu morreria Existe algo em você pelo qual eu viveria E é assim que deveriam ser nossos piores momentos: como gotas de água doce diluídas no mar salgado. Alado é o meu sentimento que corta os céus como as nuvens que decidem chover em nós. Eu já sangrei por muito menos do que tenho agora E o que eu não faria por você? Eu seria capaz até de começar a viver Eu seria capaz de aprender a viver a partir de agora, de recomeçar a jornada que estava encerrada. Mas cuidado, meu menino, cuidado com o que eu sinto O que eu tenho é contagioso... É contagioso...

*****

#amor #saudade #pôrdosol

11 visualizações
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram