Canção Para Você


Eu não nasci para ser escrava de ciúme, de doutrina, de inveja, de hierarquia, de homem, mulher ou ideologia. Já estive agrilhoada de expectativas, de omissões, de ortodoxias, de emoções e de algumas porcarias. E isso secou e fez cair as antigas folhas verdes, enfraqueceu os caules, e as flores pararam de brotar. Eu me vi com as raízes encharcadas apodrecendo em terra seca. Vai saber... É que na vida às vezes temos que sonhar, e que subir primeiro para só depois poder sofrer. É que na vida às vezes temos que sofrer, e que cair primeiro para só depois poder sorrir. O sofrimento é louco, é ambicioso, quer sempre mais para poder diminuir, enquanto aumenta escondido dos nossos olhos provando que não era nada do que prometia ser. E o sorriso é inocente e tímido, quer apenas se expressar para poder diminuir, enquanto alcança outras bocas e segue adiante provando que era muito mais do que podia ser. Eu não nasci para ser contida por dinheiro, autoridade, promessa, religião, doença ou idiossincrasia. Meu pensamento é muito leve, errante como um balão de gás hélio: se solta e sobe alto para sei lá onde estourar. Tudo o que tem para não sair do sério é uma cordinha para o amor lhe segurar. O amor me leva para passear com suas mãos firmes segurando as minhas mãos firmes para eu não me soltar. Eu tenho medo de subir tão alto que não possa retornar à terra, e acabar por desaparecer no ar, no mar. Vai entender... No meu cardápio de alegrias Existe amor e sexo, paixão e poesia. E música que toca nem tão alta nem tão baixa para embalar nosso suor, nossa risada. E a verdade é a que essência do amor não tem em si nenhuma essência é o que é e o que pode ser... Se te perturba essa minha incoerência, licença, amigo, não há nada aqui para você. É tudo aquilo que eu procuro e não encontro, e encontro mais do que tudo aquilo que eu procuro. É o que eu preciso para me tornar aquilo que eu sempre fui e aquilo que não pude ser, em outra era, em outra esfera. E essa nova atmosfera que me projeta do indeciso ao infinito me faz saber que toda aquela sanidade é fictícia, justifica a indecisão aflita dos covardes que não podem abrir mão de suas certezas: seguras mentiras nas suas polaridades. Ficam certos, seguros, quietos, presos dentro das suas cercas, nomeando de prudência e autodefesa o que não passa de vaidade, inconsistência, desconfiança. E aqui no meu cardápio de alegrias, existe amor e sexo, paixão e poesia. E a música que toca aqui não é tão alta, nem tão baixa, para embalar nosso suor, nossa risada. Porque a verdade é que a essência do amor é ser em si incoerência, é uma dose voluntária de inocência equilibrando nossas decisões. É mais até do que ele poderia ser. Se te alegra e te conforta a incoerência consistente do amor, puxa a cadeira, meu amigo, traz um café, que essa canção é para você. **********

#poesia #amor #sexo #paixão

10 visualizações
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram