Lágrimas de Defeso


Andei chorando lágrimas de vento, Lágrimas de ar rarefeito, que brotaram no terreno árido da apatia. Lágrimas-testa econômicas e educativas Lágrimas-mestra com fins didáticos e terapêuticos. Andei chorando lágrimas-terapia Lágrimas de função estética que me deixaram remoçada e bonita. Andei chorando lágrimas-deusa, Lágrimas que me adoraram, lágrimas que me regalaram oferendas. Chorei também lágrimas-imortalidade, lágrimas astutas e ardilosas que fizeram peripécias com o tempo. Quando jovem, as lágrimas me envelheciam de niilismo Hoje, as lágrimas revitalizam a vontade e me rejuvenescem de esperança. Ah essas minhas lágrimas opositivas... Ando chorando lágrimas-saúde, Lágrimas de limpeza e faxina, que renovam a sina da existência. Lágrimas de impulsão corajosa, De comedimento desmedido, Lágrimas de inocência reeditada. Ando chorando lágrimas de defeso,

Lágrimas de interdição à apatia. Lágrimas-escudo contra a pífia sensibilidade Lágrimas-esteio da libertação corpórea Ainda há muitas lágrimas para chorar nesta vida: As minhas lágrimas, que são tão combativas, Lágrimas-aceitação das incoerências, São lágrimas que se recusam a secar e me ver morta.

#lágrimas #chorar #inocência

1 visualização
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram