Pás e Pistas


Pegue suas pás e suas pistas Comece a cavar, que eu não ligo Não espere encontrar só tesouros. Há muito lixo e restos podres, Projetos e emoções que se decompuseram antes de frutificar. Você consegue suportar a chuva fria? Você precisa de luvas para não se sujar? Você precisa de motivação para seguir em frente?

Ilumina os cantos escuros e cave, desenterre os vestígios das minhas histórias Não acredite ingenuamente nas narrativas que eu criei

para justificar cada resto que encontrar. Não é que eu precise mentir para você Eu não tenho nada a esconder ou do que me envergonhar.

Meus enredos nem são inventados, são reordenados para fazer algum sentido. Desmonte os mosaicos antigos, cuide para não ignorar nenhum caco e você encontrará outros fios da meada. Atribua sentidos, julgue, mas entenda: Nem sempre a versão que faz mais sentido é a versão correta.

Está tudo logo abaixo soterrado no terreno das minhas experiências, delírios e inconsistências.

Pegue suas pás e suas pistas, eu espero Quem sabe até segure o guarda-chuva, lhe traga botas, lhe prepare um chá . Essa é tarefa sua: Só você sabe o quanto é capaz de suportar, e o quão disposto está em sujar as próprias mãos.

Pegue suas pás e suas pistas! Posso abastecer as lamparinas Se acaso você fugir, saberei que foi demais Então deixa a bagunça que eu limpo Volta para sua toca segura. Meu terreno é profundo, eu sei. que quando estamos no meio do caminho, sabendo que há muito mais fundo para cavar, e já perdemos a luz que vinha de cima, isso pode ser bem assustador. Mas e você que já foi longe, vai desistir logo agora? Está mesmo cansado ou já perdeu a fé?

Não solte suas pás e suas pistas. Você está no caminho certo Acredita que lá embaixo há uma clareira imensa Muito mais iluminada do que seus olhos já viram E talvez você perceba que o embaixo é o real em cima, que o fundo era o todo, e que era muito mais amplo. Mas essa tarefa é sua. Se quer meu conselho: volte!

Pegue suas pás e suas pistas Saiba que ninguém esteve assim tão longe Tem certeza que quer desistir estando tão perto? Você está hoje onde ninguém esteve antes Lembra quando tentei dissuadi-lo de tentar? Lembra quando eu disse que nada havia para desenterrar?

Lamento ter mentido assim tão descaradamente. É que eu nunca vi ninguém sequer fazer qualquer menção de tocar naquelas pás e usar aquelas pistas. Eu controlava bem o que exporia a qualquer olhar desavisado Mas você insistiu em duvidar das pontas soltas, Desafiou meu controle e começou a cavar.

Então, agora que chegou tão fundo, vai desistir sem finalizar? E eu que desestimulei, estou aqui a incentivar:

Pegue suas pás e suas pistas Pague para ver, não seja covarde Já lhe ocorreu a ideia por um breve momento que você pode querer ficar? Ou é isso o que o amedronta e o faz a querer desistir? ***

#segredos #mistérios #emoções #inconsciente #revelações #tesouro #desenterrar #cavar #investigar

4 visualizações
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram