Alma nua


Amor que despe a alma feminina, atenda a confortá-la! Que alma de mulher, despida entre espinhos é alma nua, frágil, em carne viva. Alma julgada , alma atacada, alma tolhida, alma que chora, grita em desespero, alma enforcada, alma que sangra, é alma que é louca, é alma sofrida, é alma que inflama. Se despe a alma feminina, cuidado com a alma nua! (que é alma doída, e usa as garras porque nasceu ferida). Cuidado para envolvê-la em abraço apertado, que não desliza ou escorrega, tal qual de um caranguejo, que é abraço que prende, que devora , abraço que acende, e a entoca. Uma alma despida não é alma que julga, É alma que envolve, pertence e acolhe. A alma despida é alma que chora Silenciosa, escondida, em caverna úmida (em qualquer canto escuro onde não é vista nua: trincheira, esconderijo, - ou até mesmo - rua escura.) Alma ferida que é alma que ama, é alma que teme que o tempo não passe, que aguarda, que sonha, que acorda e desperta, que recolhe os cacos, e faz de si novo mosaico, porque despedaçou-se por te ter as portas escancaradamente abertas! Se frio faz lá fora, prende a alma que chora! E a liberta em teus braços, onde ela sempre quis estar. Tua hesitação disse um nada rejeitoso e inaudível, ecoando gritos de um "não" insuportável, desmentido pelos teus olhos, pelo teu corpo e pelo teu sorriso. Alma minha ferida é alma que cerra a portas. Tua hesitação é a mão que nunca bate à porta - a motivação de tudo que me fez fugir. Tão difícil foi te ver não procurar, que alma minha saiu sem rumo, sem pretender voltar. Quem sabe assim, consiga aceitar, que foi só "desencontro" que não te fez chegar, e me ofertar de graça em tua alma aquele lugar, de onde minha alma nunca teve pretensão de sair. Quem sabe se um dia acordas... Se despertando, não hesita, nem demora, E abraça a alma, não permitindo mais que fuja. Venha se queres ou desapareça! Envolve a alma e deixe que a pertença, minha alma nua que da tua nunca se despiu. Tapa ouvidos! Fecha os olhos! Pára tanto de ouvir conselhos! Despe tua alma de qualquer roteiro! Chega sem planos, com as mãos vazias! Entende que a alma que te amou um dia, é alma adulta, minha renascida, E que te espera nua, de batom vermelho! *********


15 visualizações
ATENA

ATENA

Adquira já o seu livro de poesias!

APOLO

APOLO

Adquira já o seu livro de poesias!

HADES

HADES

Adquira já o seu livro de poesias!

AFRODISIA

AFRODISIA

Adquira já o seu livro de poesias!

Patrocine a poetisa. Doe um cafezinho. Grata!

Siga-me nas redes sociais.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram